PREFEITURA MES MAIO 2022 728X90 LOCAL 1

Desemprego entre os jovens fica estável em 22,8%.

Desocupação na faixa etária de 18 a 24 anos, porém, segue do dobro da média geral .

Por A Voz da Região em 13/05/2022 às 11:05:58

Estudantes antes da realização do Enem de 2017, o exame utilizado para entrar em cursos do ensino superior... Leia mais no texto original: (https://www.poder360.com.br/economia/desemprego-entre-os-jo

O desemprego entre os jovens de 18 a 24 anos ficou em 22,8% no 1º trimestre deste ano. Representa estabilidade ante o trimestre anterior e uma queda 7,2% na comparação com o mesmo período do ano passado (30%). O patamar registrado até o momento é o menor desde o 3º trimestre de 2015, ainda no governo Dilma, quando a taxa estava em 19,2%.


A taxa de desemprego entre os jovens, no entanto, segue o dobro da média geral, que inclui toda a população, atualmente de 11,1%. O Brasil tem 12 milhões de desempregados....
Os dados foram divulgados nesta 6ª feira (13.mai.2022) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Eis a íntegra (4 MB). A maior desocupação por faixa etária continua no grupo de 14 a 17 anos: 36,4%, queda de 0,8 ponto percentual na comparação com o 4º trimestre. Um jovem nessa categoria trabalha sob condições específicas. Por exemplo, menor aprendiz.

Houve um leve aumento no desemprego para aqueles com 25 a 39 anos. De 10,1% para 10,2%. A taxa é menor que a média geral. Na camada de 40 a 59 anos, a desocupação atinge é de 7,1% (redução de 0,1 ponto percentual frente ao trimestre anterior). Já entre as pessoas com mais de 60 anos, o percentual é de 4,3%, redução (também redução de 0,1 ponto percentual frente ao trimestre anterior).

GÊNERO

A taxa de desocupação por sexo foi de 9,1% para os homens e 13,7% para as mulheres.

COR

O desemprego por cor ou raça ficou abaixo da média nacional para os brancos (8,9%) e acima para os pretos (13,3%) e pardos (12,9%). Esse último grupo é o mais presente nas faixas de pobreza e extrema pobreza.

GRAU DE INSTRUÇÃO

A taxa de desocupação para as pessoas com ensino médio incompleto (18,3%) foi maior que as taxas dos demais níveis de instrução. Para as pessoas com nível superior incompleto, a taxa foi 11,9%, mais que o dobro da verificada para o nível superior completo (5,6%).

RENDA MÉDIA

O rendimento médio real mensal foi estimado em R$ 2.548, avanço de 1,5% em relação ao 4º trimestre de 2021 (R$ 2.510) e uma redução de 8,7% frente ao 1º trimestre de 2021 (R$ 2.789).






Fonte: A Voz da Região / www.poder360.com.br

Comunicar erro
TS EVENTOS BANNER 728X90 LOCAL 2

Comentários

ACEND BANNER 728X90