Dengue: quais medicamentos são contraindicados e quais podem ser usados

Por A Voz da Região em 12/02/2024 às 09:55:44

O Brasil vive uma explosão de casos de dengue, com 408.351 casos prov√°veis registrados e 62 mortes confirmadas. Outros 279 óbitos causados pela doença seguem em investigação, segundo os dados mais recentes do Ministério da Sa√ļde.

Além de dor de cabeça, dor no corpo, dor atr√°s dos olhos, febre, enjoos, vômitos e manchas vermelhas, a dengue pode causar outros sintomas como sonol√™ncia, irritabilidade e confusão mental.

A doença é dividida em dois grupos: a dengue cl√°ssica e a hemorr√°gica, quando a infecção começa a destruir plaquetas respons√°veis pela coagulação, e o paciente passa a ter sangramentos na gengiva ou nas fezes.

Não h√° um medicamento espec√≠fico para o tratamento da dengue. Os remédios dispon√≠veis para amenizar os sintomas devem ser indicados por um médico, j√° que muitos deles, usados no dia a dia e vendidos sem a necessidade de prescrição médica nas farm√°cias, podem aumentar o risco de sangramento.

Vale lembrar que a automedicação é desaconselhada em todas as situações.

Dengue: quais medicamentos voc√™ não deve tomar


Aspirina e AAS

A classe farmac√™utica dos salicitatos, da qual fazem parte aspirina e AAS, não devem ser usada por pacientes que estão com suspeita de dengue ou que foram diagnosticados com a doença.

Esas medicações t√™m efeito analgésico e antitérmico — por isso, ajudam no al√≠vio de dores e da febre. No entanto, eles podem afetar a coagulação de pacientes com o v√≠rus da dengue, o que leva ao aumento do risco de sangramentos e o agravamento da doença.

Por isso, pacientes saud√°veis que estejam com a doença ou com suspeita dela não devem fazer o uso desses medicamentos.

Além da AAS e da aspirina, outros medicamentos que fazem parte desta categoria são os derivados do √°cido acetilsalic√≠lico, como diflunisal, salicilato de sódio e metilsalicilato.

Ibuprofeno e nimesulida

Medicamentos que integram a categoria chamada de anti-inflamatórios não esteroidais também aumentam as chances de sangramento e não devem ser usados no tratamento dos sintomas da dengue.

Os mais conhecidos e usados são: indometacina, ibuprofeno, diclofenaco, piroxicam, naproxeno, nimesulida, sulfinpirazona, fenilbutazona e sulindac.

Eles são comumente encontrados nas farm√°cias e podem ser comprados sem receita médica.

Prednisona e hidrocortisona

Medicamentos como prednisona, prednisolona, dexametasona e hidrocortisona são conhecidos como corticoides — e também são contraindicados em caso de dengue ou de suspeita da doença.

Assim como os anteriores, eles podem aumentar o risco hemorr√°gico da doença e agravar a situação do paciente.

Ivermectina

Nos √ļltimos dias, passou a circular nas redes sociais informações que a ivermectina seria um medicamento indicado para combater o v√≠rus da dengue.

Tal situação fez com que o Ministério da Sa√ļde emitisse uma nota alertando que "não h√° nenhum dado ou fonte que comprove a afirmação" e o órgão "não reconhece qualquer protocolo que inclua o remédio para o tratamento da dengue".

"Esse medicamento é √ļnica e exclusivamente para combater vermes, não h√° nenhum estudo que mostre sua efic√°cia contra v√≠rus. Ele não deve ser usado em nenhum caso a mais", diz o médico Alberto Chebabo, presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

Paracetamol e dipirona são indicados

Os dois medicamentos mais indicados para amenizar os sintomas causados pela dengue são o paracetamol e a dipirona, pois eles não aumentam os riscos de sangramento. Ambos podem ser usados com segurança e ajudam a amenizar as dores e mal-estar provocados pela dengue.

Apesar da medicação aliviar certos sintomas, os especialistas são un√Ęnimes em dizer que manter uma boa hidratação é um dos fatores mais importantes para tratar a doença.

Fonte: BBC news Brasil

Comunicar erro
outlet

Coment√°rios