Mbappé anuncia saída do PSG no meio do ano

Atacante francês diz que não vai estender contrato com o clube e se despede de torcedores em vídeo

Por A voz da Região em 10/05/2024 às 22:10:08

O atacante Mbappé confirmou nesta sexta-feira que deixará o PSG ao fim da temporada, no meio do ano. Em vídeo postado nas redes sociais, o jogador agradeceu aos torcedores, indicando a despedida em breve. Ele tinha opção de renovação contratual até 2025, mas optou por não acionar a cláusula - como já havia sido antecipado pela imprensa europeia ao longo dos últimos meses.

"Sempre disse que falaria a vocês quando a hora viesse, e gostaria de anunciar a todos vocês que este é meu último ano no Paris Saint-Germain." Kylian mbape.

No discurso de quase quatro minutos divulgado nas redes sociais, Mbappé fez questão de citar em seus agradecimentos os cinco treinadores que teve no PSG (Unai Emery, Thomas Tuchel, Mauricio Pochettino, Christophe Galtier e o atual, Luis Enrique) e os dois diretores esportivos do período, o brasileiro Leonardo e o português Luis Castro. Também agradeceu a todos os colegas de time, do presente e do passado, funcionários do clube e membros da comissão técnica. Reservou, ainda, um agradecimento especial à torcida do PSG. O craque, no entanto, não mencionou sequer uma vez o presidente do clube, o catari Nasser al Khelaifi.

O destino de Mbappé continua sendo um mistério oficialmente, embora veículos da Espanha e da França garantam que ele rumará para o Real Madrid, clube que tentou contratá-lo em algumas oportunidades recentemente. O anúncio do adeus a Paris ocorre dias depois da eliminação do clube nas semifinais da Liga dos Campeões, diante do Borussia Dortmund.

A despedida oficial de Mbappé dos torcedores parisienses será no próximo domingo, quando o time recebe o Toulouse, no Parque dos Príncipes. Os últimos três compromissos do PSG na temporada 2023/24 são fora de casa: os confrontos contra Nice e Metz, fora de casa, pela Ligue 1, e a final da Copa da França, contra o Lyon, no dia 25 de maio, no estádio do Lille.

- É duro, é duro, e eu nunca pensei que seria tão difícil anunciar isso. Deixar meu país, a França, a Ligue 1, um campeonato que eu sempre conheci. Mas eu acho que eu precisava disso, de um novo desafio, depois de sete anos - completou o atacante.

Mbappé dirá adeus ao PSG após sete temporadas no clube, no qual soma 306 jogos e 255 gols marcados. Contratado em 2017, após explodir no Monaco, o francês se tornou um dos maiores ídolos da história do clube e marcou época não só como grande estrela atual do elenco, mas também em um trio com Neymar e Messi - que acabou não conquistando os títulos esperados.

O atacante deixa o clube com 14 troféus conquistados: seis do Campeonato Francês, três da Copa da França (com chance de incluir mais um na final deste ano), dois da Copa da Liga Francesa e três da Supercopa do país. Ficou faltando o que se tornaria o mais relevante de sua carreira e também para a história da equipe: a Liga dos Campeões. Ele participou da campanha do vice-campeonato europeu em 2020, além de ter chegado às semifinais na atual temporada.

Confira o discurso de adeus de Mbappé na íntegra:

"Oi, pessoal

Aqui é o Kylian. Quero falar com vocês. Eu sempre disse que falaria com vocês quando o momento chegasse e eu queria anunciar para todos vocês que este é o meu último ano no Paris Saint-Germain.

Eu não vou renovar e a aventura vai chegar ao fim em poucas semanas. Eu vou jogar meu último jogo no Parc des Princes neste domingo.

Foram muitas emoções, muitos anos onde eu tive a chance e a grande honra de ser um membro do maior clube da França e um dos maiores do mundo, que me permitiu chegar até aqui e ter minha primeira experiência em um clube com grande pressão, crescer como jogador. É claro, estando ao lado de alguns dos melhores da história, alguns dos maiores campeões... Conhecer muita gente, crescer como pessoa também com todas as glórias que eu consegui e os erros que eu cometi.

Em primeiro lugar, eu quero agradecer aos meus colegas de time, todos os companheiros que eu tive. Todos os treinadores: Unai Emery, Thomas Tuchel, Mauricio Pochettino, Christophe Galtier e Luis Enrique. Aos diretores esportivos Leonardo e Luis Campos por sempre me acompanharem. A todos os membros do clube, aqueles que ninguém vê, as pessoas na sombra, sejam fisioterapeutas, auxiliares, a equipe de performance, todos da comissão, aqueles que ficam no CT, todo mundo. Todas essas pessoas incríveis que dão tudo pelo clube e merecem ter esse reconhecimento.

Apesar de qualquer coisa que possa acontecer fora de campo, todas essas especulações da imprensa que cercam o clube às vezes, esses são os que amam o clube de verdade, que o protegem e o fazem brilhar. E eu sei que com todas essas pessoas, o clube está em boas mãos.

É duro, é duro, e eu nunca pensei que seria tão difícil anunciar isso. Deixar meu país, a França, a Ligue 1, um campeonato que eu sempre conheci. Mas eu acho que eu precisava disso, de um novo desafio, depois de sete anos.

É difícil, e é claro que há algumas pessoas a quem eu gostaria de agradecer acima de todos, que são os torcedores. Eu sei que não sou o jogador mais demonstrativo, eu nem sempre estive à altura do amor que vocês me deram por sete anos, mas eu nunca quis enganá-los, eu sempre quis ser eficiente.

O PSG é um clube que nunca deixa ninguém indiferente, nós podemos amá-lo ou odiá-lo. Eu escolhi amá-lo, e assim foi por sete anos, com altos e baixos, é claro, mas eu não me arrependo em momento algum de ter assinado com este clube. É um clube que eu vou levar na memória por toda a minha vida.

Vou dizer a todos, a vida toda, que eu tive a chance de jogar aqui. Não serei mais um jogador (do PSG), mas vou continuar assistindo a cada jogo, claro, porque é um clube pelo qual eu estarei sempre interessado e sempre acompanhando de perto.

Eu, com minhas qualidades e defeitos, tentei dar a melhor versão de mim durante esses sete anos. Antes de tudo, eu quero dizer obrigado, porque sem vocês todos eu jamais teria experimentado metade das emoções que eu senti. E só por isso eu já sou grato por toda a vida.

Eu espero que a gente termine este ano com um último troféu. Vamos aproveitar os bons momentos que restam e, acreditem, vocês ficarão no meu coração para sempre.

Ici c'est Paris (Aqui é Paris). Adeus."

Fonte: Globo Esporte

Comunicar erro
outlet

Comentários