Após "caminho aberto" para filiação de Coronel ao PP, Ciro Nogueira entra em contato com senador e faz convite

Por Por Mauricio Leiro em 29/03/2024 às 07:29:02

Com o "bem-vindo" do presidente do PP baiano, deputado federal M√°rio Negromonte Jr., ao senador Angelo Coronel (PSD) se filiar ao PP, o convite teria avançado. O Bahia Notícias divulgou que o Angelo Coronel teria "caminho aberto" no PP para filiação e disputa ao Senado em 2026.

Informações obtidas pela reportagem do BN com lideranças partid√°rias, em Brasília, dão conta que o próprio Ciro Nogueira teria ligado para o senador Angelo Coronel nesta quinta-feira (28). No contato, um convite formal teria sido feito para Coronel se filiar ao PP, apontando, justamente, todo o cen√°rio peculiar na Bahia para as eleições de 2026. Ambos são colegas de Senado Federal.

Na última semana, o senador j√° teria dialogado com lideranças do partido na Bahia, onde a possibilidade teria sido debatida. Apesar da conversa ter sido em "tom descontraído", a alternativa não estaria sendo descartada por Coronel, também j√° tendo a anu√™ncia nacional do partido.

O senador tem cen√°rio desafiador na base governista, pensando na reeleição em 2026. Inclusive, o BN apurou que o grupo j√° teria sinalizado que Coronel não teria espaço para integrar a chapa majorit√°ria. Com duas vagas disponíveis no próximo pleito estadual, o grupo tem como favoritos para a disputa o atual senador Jaques Wagner, que buscaria a reeleição, e o ministro da Casa Civil, o ex-governador da Bahia, Rui Costa, ambos pelo PT.

Apesar disso, para a disputa ao Senado, não necessariamente o candidato precisa estar atrelado a uma chapa majorit√°ria, sendo permitido a "candidatura solta". O movimento seria a aposta de Coronel para 2026. Além disso, com a maior "aproximação" do PP com o governo, o período de "relação mais fria" com a gestão de Jerônimo seria superado, abrindo a disputa para que Coronel concorresse por um partido da base. E Coronel também teria suas armas.

Um dos fatores que pode ser preponderante é a articulação de Coronel com prefeitos espalhados pelo estado. O senador também tratou de "ampliar" seus braços de contato com as bases, j√° que, em 2022, elegeu dois filhos: Diego Coronel (PSD), que era deputado estadual e subiu para a Câmara, além de Angelo Filho (PSD), que ocupa uma cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

PSD GARANTE PERMANÊNCIA

Os bastidores da política baiana aquecidos nesta quinta-feira (28) por conta do eventual movimento. Mesmo sendo ano de eleições municipais, a articulação para o futuro j√° vem sendo traçada. Após o Bahia Notícias publicar que o senador Angelo Coronel (PSD) poderia ter uma nova legenda para o próximo pleito, em 2026, o presidente estadual e também senador, Otto Alencar, rechaçou o movimento e garantiu: "Se l√° na frente o PSD tiver o espaço para participar da majorit√°ria, só tem um nome na majorit√°ria, chama-se Angelo Coronel".

Em conversa com a reportagem do Bahia Notícias, Otto avaliou que o desenho seria uma "sub imbecilidade" e relembrou a história de fundação do PSD ao garantir que Coronel vai permanecer no partido. Além disso, o senador revelou que j√° convidou o correligion√°rio, atual vice-presidente, para assumir o comando da sigla na Bahia em seu lugar.

"Coronel é vice-presidente do PSD estadual. E eu j√° convidei duas vezes para assumir a presid√™ncia, ele não quis, porque agora ele vai ser o relator da Comissão Mista de Orçamento, que é o cargo mais importante esse ano do Senado. Ele vai ser o relator da Comissão Mista, ele que vai relatar o orçamento, então ele não tem tempo. Jamais sairia do PSD, [ele é] um dos melhores amigos do Kassab. O PSD, ele fundou comigo. Como é que ele vai sair do PSD com a força que tem o PSD para ir para o PP?", comentou Otto.

Fonte: A Voz da Região / Bahia Not√≠cias

Comunicar erro
outlet

Coment√°rios