Vereador diz que irregularidades na Secretaria de Saúde já vinham sendo apontadas na Câmara

Diante das irregularidades apontadas pela Câmara, a Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (4), a Operação No Service.

Por , POR LAIANE CRUZ em 04/08/2022 às 10:56:24

Policia Federal

Em contato com o Acorda Cidade, o vereador Silvio Dias (PT) destacou que as irregularidades na Secretaria de Saúde, na gestão municipal de Feira de Santana, já vinham sendo apontadas há muito tempo pela Câmara Municipal de Vereadores, através da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde.

Diante das irregularidades apontadas pela Câmara, a Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (4), a Operação No Service, a fim de cumprir mandados judiciais para investigar indícios de fraude na contratação de empresa do atual Secretário de Saúde de Feira de Santana, Marcelo Britto, para realizar consultorias em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, por valores, segundo a PF, superfaturados.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"Em setembro de 2021, por meio de um requerimento do meu mandato, foi instalada a CPI da Saúde e naquele momento foi apontado que havia irregularidades, tanto na contratação dessas empresas especializadas de mão de obra, quanto na contratação de consultorias, em que os indícios relatavam que o secretário Marcelo Britto havia sido contratado, antes de ser secretário, e as investigações indicavam que ele não tinha prestado. A CPI trouxe novos elementos, novas irregularidades, trazidas à tona agora nesta operação policial da Justiça Federal", observou o parlamentar.

Silvio Dias relembrou a operação Pityocampa, que culminou na prisão de várias pessoas e o bloqueio de bens de vários atores políticos do município. Ele salientou que tais situações têm se refletido em um atendimento ruim à população na área da saúde.

"São irregularidades conhecidas, principalmente, pela nossa população, que quando procura posto médico, atendimento nas policlínicas e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) não encontra. Quando procuram por exames, medicamentos, não têm acesso. Isso é algo conhecido por toda a Feira de Santana, e que por meio dessas denúncias trazidas à Câmara e do requerimento que gerou a ação policial, tenho certeza que terá muito a trazer à tona do que há de podre dentro da saúde em nossa cidade, na prestação do serviço público da Secretaria de Saúde", encerrou.


Fonte: Acorda Cidade

Comunicar erro
TS EVENTOS BANNER 728X90 LOCAL 2

Comentários

ACEND BANNER 728X90