Censo 2022: Bahia mantĂ©m maior nÂș de não alfabetizados do paĂ­s; estado ocupa posição hĂĄ 31 anos

Por A voz da Região em 17/05/2024 às 17:14:58

Com 1.420.947 pessoas de 15 anos ou mais que não sabiam ler nem escrever em 2022, a Bahia manteve o maior nĂșmero de analfabetos do paĂ­s. O estado ocupa essa posição hĂĄ pelo menos 31 anos.

A informação foi divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e EstatĂ­stica (IBGE) como parte do Censo DemogrĂĄfico 2022.

O estudo verificou que a taxa de analfabetismo naquele ano era 12,6%. Ou seja, um a cada 10 habitantes do estado nessa faixa etĂĄria sequer havia dado inĂ­cio à educação bĂĄsica.

Apesar disso, houve avanços. Também em nĂșmeros absolutos, a Bahia foi o estado com maior redução no Ă­ndice da população não alfabetizada. Foram menos 308.350 pessoas — segundo o IBGE, um reflexo do grande nĂșmero de habitantes nessa condição.
Em nĂșmeros proporcionais, a situação da Bahia também se manteve estĂĄvel. O estado nordestino sustentou a 9ÂȘ maior taxa de analfabetismo do Brasil, assim como registrado no Censo de 2010.

No paĂ­s, em 2022, 11.403.801 pessoas com pelo menos 15 anos não sabiam ler nem escrever um simples bilhete, com uma taxa de analfabetismo de 7%.

Taxa de analfabetismo no Nordeste é o dobro da média do Brasil; na região, 14% não sabem ler e escrever uma carta simples

Os nove estados do Nordeste apresentaram as piores taxas, liderados por Alagoas (17,7%), PiauĂ­ (17,2%) e ParaĂ­ba (16%). Ao menos até aquele ano, a região concentrava pouco mais da metade de todos os analfabetos do Brasil.

Os Ă­ndices mais baixos estão em Santa Catarina, onde apenas 2,7% da população não sabia ler nem escrever, no Distrito Federal (2,8%) e Rio Grande do Sul (3,1%).

De modo geral, em comparação com o ano de 2010, quase todos os estados brasileiros viram suas taxas de analfabetismo cair. A exceção foi Roraima, onde houve uma pequena variação de 0,1%, com o acréscimo de 44 pessoas nessa situação.

Na Bahia, população quilombola é mais jovem e masculina, apontam dados do Censo 2022 do IBGE

Quase metade da população baiana ainda não é atendida por rede de esgoto, aponta IBGE

???? Anafabetismo em nĂșmeros na Bahia (dados de 2022)

Salvador tinha a menor taxa de analfabetismo da Bahia (3,5%) e a 13ÂȘ entre as 27 capitais

Em nĂșmeros absolutos, a capital baiana era a quarta com maior nĂșmero de analfabetos (69.481)

????????? 6 em cada 10 pessoas que não sabiam ler nem escrever tinham 55 anos ou mais

??????? Taxa de analfabetismo era maior entre os homens (13,8%) do que entre as mulheres (11,5%)

Taxa de analfabetismo de pessoas indĂ­genas é a maior (16%) e foi a que menos diminuiu em 12 anos

????????? Pessoas pardas (12,7%) e pretas (13,3%) tinham taxas de analfabetismo maiores do que o total da população baiana


Fonte: G1 Bahia

Comunicar erro
outlet

ComentĂĄrios